Vunesp – 2011 – UNESP – Indexação


Opção correta C

A= errado – não há signos em LD! Apenas decodificação! Traduzir um texto científico em linguagem documentária é (grosso modo) substituir palavras da linguagem natural (utilizadas no texto) em termos preferidos, ou seja, em descritores de um sistema de indexação.É uma linguagem construída e seus conceitos têm com relações de dependência. Contribuiu: Jaça.

B= errado, a possibilidade de combinar termos no momento da pesquisa é uma vantagem da linguagem pós-coordenada

C= correta, Lancaster afirma isso no “Indexação e resumos”

D= errado, a linguagem controlada não oferece “maior liberdade”, pelo contrário, ela controla os termos de entrada

E= errado – A redução do tempo de pesquisa em base de dados, configura-se em uma vantagem, e não em uma desvantagem. “poupe o tempo do leitor”, já diria Ranganathan. A “pegadinha” está ao afirmar (corretamente) que a desatualização do vocabulário configura-se em uma pseudo-desvantagem. Contribuiu: Allan Júlio.

Contribuiu: L.C.

Anúncios

18 comentários a “Vunesp – 2011 – UNESP – Indexação”

  1. Comentário sobre a letra E:

    A redução do tempo de pesquisa em base de dados, configura-se em uma vantagem, e não em uma desvantagem. “poupe o tempo do leitor”, já diria Ranganathan. A “pegadinha” está ao afirmar (corretamente) que a desatualização do vocabulário configura-se em uma pseudo-desvantagem.

    Paz, luz e sabedoria!

  2. Letra E:

    E= errado, a redução de tempo de consulta à base não é uma desvantagem, mas sim uma VANTAGEM do uso da linguagem controlada.

    Estou a procura do errado da letra A. Não consegui encontrar….. pra mim está tudo certo!

    PARABENS PELO SITE, ótima iniciativa!!!!
    Comentarei no que for possível!!!

    1. Exato Clarissa! Como dito, “redução de tempo de consulta à base não é uma desvantagem, mas sim uma VANTAGEM do uso da linguagem controlada.” Poupe o tempo do leitor! rsrsr

      Obrigado pelo complemento!

  3. Clarissa Ribeiro, simples: não há signos em LD! Apenas decodificação! Traduzir um texto científico em linguagem documentária é (grosso modo) substituir palavras da linguagem natural (utilizadas no texto) em termos preferidos, ou seja, em descritores de um sistema de indexação.É uma linguagem construída e seus conceitos têm com relações de dependência.

    Vale ler: PARA ENTENDER AS LINGUAGENS DOCUMENTÁRIAS de ANNA MARIA MARQUES CINTRA:

    Linguagem documentária:

    Analogia com a LN: valem-se de quase todos os conceitos apresentados em LN e constituem sistemas de significação cujas unidades se definem por relações de dependência

    Não são signos:
    – sgte/sgdo não tem articulação segundo padrões sócio-culturais
    – não tem significação virtual
    – não dependem de tradição cultural, mas de convenções definidas para o conjunto do próprio sistema
    – é estática e homogênea, embora contaminada pela mobilidade da LN
    – não há comunicação no sentido estrito, mas decodificação
    -têm interferências culturais –> solicitam atualização permanente.

    Espero ter esclarecido um pouco o erro da alternativa A…
    Abraço!!

  4. Obrigada pela resposta Jaça!!!

    Eu entendi o que você quis dizer…. mas a questões é a seguinte:

    A= errado, mas PORQUE está errada?!?!

    CINTRA e outras consideram que as Linguagens Documentárias são “construídas para indexação, armazenamento e recuperação da informação e correspondem a SISTEMAS DE SÍMBOLOS destinados a ‘traduzir’ os conteúdos dos documentos” (2002, p.33).

    A assertiva diz que na LD os ceonceitos devem ser substituídos por um sistema de SIMBOLOS (não signos). E pelo conceito apresentado, é isso mesmo. Não?

  5. Enviei sem completar o comentário passado!! LEIA ESSE!

    Obrigada pela resposta Jaça!!!

    Eu entendi o que você quis dizer…. mas a questões é a seguinte:

    A= errado, mas PORQUE está errada?!?!

    CINTRA e outras consideram que as Linguagens Documentárias são “construídas para indexação, armazenamento e recuperação da informação e correspondem a SISTEMAS DE SÍMBOLOS destinados a ‘traduzir’ os conteúdos dos documentos” (2002, p.33).

    A assertiva diz que na LD os conceitos devem ser DESIGNADOS por um sistema de SIMBOLOS (não signos) que substituem e representam o assuntos. E pelo conceito apresentado, é isso mesmo. Não? A LD É o próprio sistema de símbolos que designam os conceitos e, assim, representam os assuntos.

  6. Oi Clarissa!!! Pois é verdade…associei símbolos a signos…Na verdade fiquei confusa agora…
    encontrei essa citação da Cintra….inclusive Vera Lúcia Doyle Dodebei: Tesauros: linguagem de representação da memória documentária, mais precisamente na pág. 39 diz…

    1.2.1 Campo teórico-conceitual (…)

    2º indexação (i.e. análise feita com ajuda de descritores que diferentemente das palavras´chave naturais são palavras que SIMBOLIZAM OS CONCEITOS organizados em um léxico documentário tais como as LINGUAGENS DOCUMENTÁRIAS hierárquicas e/ou facetadas)…

    Fernando…essa questão não foi anulada???? Realmente é preciso saber mais a respeito, ou tem alguma pegadinha que não encontramos…O que você acha???
    #confusa

    Clarissa..aguardo retorno! Bons estudos!!

      1. Prezados, não consigo encontrar o gabarito dessa prova no site da Vunesp. O nº do edital é 14 – n. 13/2011 (17/04/2011).

        O gabarito que nos baseamos foi do PCI concursos e nele a questão não está anulada.

        Um abs

  7. Não foi anulada nenhuma questão dessa prova (eu a fiz, era uma vaga para a Unesp Campus de Guaratinguetá). Essa questão já foi usada também pela FCC (INFRAERO 2004). Mas está difícil achar a fonte!!

    1. Ops! a prova da Infraero que eu citei foi em 2009. A questão era essa:
      41. Avalie as afirmativas abaixo sobre indexação.
      I. Para a elaboração das linguagens documentárias, utiliza-se preferencialmente a definição terminológica porque ela identifica os traços semânticos que caracterizam o significado.
      II. Na fase do exame de documentos durante o processo de indexação, um bibliotecário seguindo as recomendações da literatura especializada deve ler o título, a introdução e a conclusão do texto.
      III. Durante o processo de indexação, após o exame do documento, o indexador deve identificar os conceitos que melhor representem o seu conteúdo, podendo recorrer a um esquema de categorias existente na área do documento, como processos, propriedades, operações etc.
      IV. Nas linguagens documentárias, os conceitos devem ser designados por um sistema de símbolos, que substituem e representam os assuntos.
      V. O uso das linguagens pós-coordenadas apresenta algumas vantagens em relação a outras linguagens de indexação, entre as quais a liberdade de combinar termos autorizados que são relevantes para a pesquisa.
      É correto o que se afirma APENAS em
      (A) III, IV e V.
      (B) II, IV e V.
      (C) II, III e V.
      (D) I, III e IV.
      (E) I, II e IV.
      Opção Correta C

  8. Pessoal!!!

    Coloquei essa questão no curso de Biblioteconomia online do Gustavo Henn, e ele me respondeu o seguinte:

    “Olá Clarissa!

    Está correta também. Cabe recurso. As linguagens documentárias são simbólicas. Substituir e representar na minha opinião significam “traduzir” no sentido usado em indexação. Então está correta. É caso de entrar com recurso. ”

    Então é isso!
    Não foi anulada…. mas alguém poderia ter mudado o gabarito se tivesse entrado com recurso (mas na nossa área isso é BEM difícil). E, ademais, não é certo que a banca anularia. Tem milhões de questões por aí que professores renomados e com provas irrefutáveis contestam o gabarito mas mesmo assim as bancas não mudam.

    Fazer o que né?! Vamos nos ater ao que a banca escolhe como correto! Mas pra outras bancas não vou aceitar isso aí não!!

    um grande abraço!!!!

  9. É mesmo Clarissa..eu tbm acabei comentando essa questão com uma doutora que foi minha professora na graduação…ela acredita ser a opção A a correta, pois apesar de ser Lancaster que citou o que está na opção C, é muito vago, eu diria incompleta, ainda assim não deixa de ser certo…ou então tem 2 alternativas consideradas certas A e C.

  10. PESSOAAAAAAAAAAAAL, vocês não vão acreditar….

    Encontrei OUTRA prova com a MESMA questão que o colega LIX colocou!!! IGUAL, sem tirar nem por.

    Foi do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá, de nov/2009, da banca FCC.

    E, REALMENTE, considerou esse item incorreto. Então, para fins de provas, esse item é sim errado!!!

    O que eu acho que aconteceu foi o seguinte: essa banca fez, o gabarito não foi alterado e não houve discussão sobre a questão. Então TODAS AS OUTRAS bancas copiaram!!! (e ainda devem ter visto o alto grau de erro, já que eu acho que todo mundo concorda que é correto o item).

    É isso!!! BONS ESTUDOS!!!!

  11. E agora, quando essa questão aparecer de novo?? Acho que até achar uma fonte que nos dê a chance de um recurso bem embasado, melhor é considerar errada mesmo. Que acham?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s